sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

22. 84ª São Silvestre

Local: Avenida Paulista - Masp - São Paulo
Data: 31/12/08 - 17h45min - 26º Sol
Numeral: 5031 - Peso: 82 kg 
























Resultado: 15 km em 1:41:27 pace 06:48 min/km

Queridos amigos, corredores e leitores. Inicialmente desejo à todos um próspero e saudável 2009. Que todos os seus sonhos se realizem ou ao menos que você consiga dar os primeiros passos para futura concretização. 

“Tudo vale a pena se a alma não é pequena.”, (Mar Português, Fernando Pessoa). E assim, reporto-me aos meus primeiros passos e treinos em 2006, quando com o apoio da minha namorada (e agora também corredora) Leiliane não conseguia correr nem 500m. Demais dificuldades iniciais vieram e foram variadas, mas jamais questionei se valia ou não a pena todo o empenho. 

“Melhor que o caminho é o caminhar.”, (título do site do amigo corredor Fábio Namiuti). Vale a pena porque a corrida proporciona-me auto-conhecimento, melhora na qualidade de vida, novas amizades e desafios. O caminhar está sendo enriquecedor e o aprendizado é constante, não só do atletismo em si como das lições que dele emerge.

“No final tudo acaba bem.”,  (ditado francês, “Tout est bien, qui finit bien”). Terminar bem, inteiro e feliz uma prova desafiadora pelo conjunto distância, altimetria e clima como a São Silvestre ratifica o merecimento de toda uma recente, porém, compensadora história esportiva-recreativa de persistência e superação. E, um passo após o outro sigo, do meu jeito, em direção a linha de chegada da vida:

01-05km: Multidão de atletas e esportistas tomam conta da Av. Paulista e arredores. Clima total de festa e espírito esportivo. Todos se cumprimentam, tiram fotos, festejam... Trilha sonora Carruagem de Fogo nos altos falantes e é dada aquela largada. Aplausos da numerosa platéia. Alguns corredores, como eu emocionados. Saio da Paulista e desço a Consolação praticamente trotando, é difícil de correr no meio daquela multidão. Já no 2 km, uma paradinha um poste pra um xixi-stop e volto até mais feliz pra corrida. Procuro espaço para correr em vez de apenas trotar. A emoção ainda aflorada impossibilita uma plena concentração. Corro alegremente ansioso... 

06-10km: Com Timex, esqueço de marcar alguns km's e de acompanhar tecnicamente a prova, faço uma corrida totalmente descomprometida com tempo, por vezes desconcentrado com o ritmo,  simplesmente quero ver e participar da festa. Só uma preocupação: a famosa subida da Av. Brigadeiro, altura 12 km. Não quero andar nem um metro, sequer na Av. Brigadeiro. Assim, corro tranquilo e num ritmo mais lento que o usual nos treinos... 

11-15km: “A percepção do tempo incita o conflito entre desejos. Isto agora ou aquilo depois? Desfrutar o momento ou cuidar do amanhã? Ousar ou guardar-se? Poupar ou gastar?”, livro "O valor do amanhã" de Eduardo Gianetti. Correr mais rápido ou poupar-me pra Av. Brigadeiro? Essa era a questão. Pessoal bota muito medo nesta subida... e encarei-a facilmente, esperava mais, talvez o que tenha ajudado foi ter-me "poupado", até então. Por fim, termino a subida e a direita adentro na Av. Paulista... apesar de inteiro, nem quero saber de sprint... apenas curtir o fantástico final de prova e a visão emocionante da linha de chegada. Faço como demais atletas: braços abertos, sorriso no rosto, pose para as fotos e lágrimas nos olhos. Isso mesmo cheio de pleonasmos. Segundos antes de cruzar a linha dedico a prova ao meu pai Expedito Barros, pois se um dia eu comecei a correr por ele, para ele e hoje agradeço a Deus pela minha saúde e a dele. Missão cumprida!

O pouco relatado, não dimensiona o muito que foi vivenciado. O encantamento é tanto que deverá ser repetido, por isso já considero a minha presença confirmada para a 85ª Corrida de São Silvestre 2009 e convido-o para esta inebriante festa do atletismo, do esporte, da vida. Organização impecável. Ótimo custo x benefício. Percurso excelente para um desafio do porte. Hidratação suficiente. Por fim, um kit prova recheado e com uma linda medalha e ótima camiseta.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

21. Corrida de Natal Campos Jordão

Local: Fórum - Campos do Jordão - SP
Data: 21/12/08 - 10h - 19ºC Nublado
Numeral: 40 - Peso: 80kg














Resultado: 8.7 km em 0:47:47 pace 05:30 min/km

Campos do Jordão é sempre agradável. Correr lá, melhor ainda. Este final de semana estava mais pra turista do que pra atleta. E assim, larguei descompromissado:

1km: Largo no pelotão de fundo e logo um clarão se abre entre os feras e os amadores. 2km: Corro ao lado de um corredor de azul por um bom tempo, o ritmo dele me ajuda a manter um ritmo forte. 3km: Alcançamos o Fábio Namiuti que estava num ritmo mais tranquilo, corremos juntos por um tempo e o corredor de azul se vai... 4km: Deixo o Fábio e tento buscar o corredor de azul, para com este objetivo tentar melhor um pouco o tempo de prova. 5km: Ultrapasso e chamo-o para vir comigo. Minha meta agora é apertar bem o ritmo até o posto de hidratação. 6km: Ofegante e sentindo o rarefeito chego ao único posto de hidratação. 7km: O cansaço é imenso, Meu nariz, olhos e garganta chegam a arder. Efeitos da elevada altitude. 8km: Ao fim de uma longa reta ainda tinha um grampo a ser feito, após a chegada, do outro lado da avenida. Nem sprint dei. Terminada a prova muita dor de cabeça, tosses e frio, muito frio. 

Organização esforçada: pessoal do staff gente boa e sorteio de brindes. Prova não chipada, ausência de placas de km, atraso na largada e apenas um posto de hidratação. Custo x benefício questionável. Percurso bom, porém poderia haver um controle melhor do trânsito. Uma boa prova.


sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

20. 42ª Prova Henock Reis

Local: Praça Benedito Meirelles - Aparecida - SP
Data: 17/12/08 - 20h - 22ºC Garoa
Numeral: 399 - Peso: 80kg




















Resultado: 9 km em 0:51:04 pace 05:40 min/km

Quarta-feira, a noite, época de festas, em Aparecida, com chuva, prova pequena... acho que estou ficando fominha (rs)! Reuni os amigos, a namorada e fui... Muitos amigos corredores por lá e até uma equipe numerosa de quenianos. Prova pequena com feras, pensei: "Vou ter que correr e muito, para não ser um dos últimos". E assim larguei...

1km: Largada forte, os corredores abrem uma distância grande do pelotão do fundão. "Estrategicamente" posiciono-me no fundão (rs). 2km: Ritmo ainda forte, procuro o meu. Fecho abaixo de 10'. 3km: Meu pace pra 10k geralmente é na casa dos 05:15 a 05:30. Fecho abaixo de 15'. Forte demais. Vou acabar quebrando... 4km: Diminuo o ritmo. Sou constantemente desmotivado a correr pela "torcida" nas ruas, que só falam bobeiras. 5km: Procuro motivação, concentração, ritmo, enfim... corro. 6km: Quebrado quase paro. Procuro manter um passo pós outro... 7km: Apenas mantenho o ritmo (lento). 8km: De repente a prova que começou chata, passou a ser interessante. Deixei o cansaço pra trás e sinto o prazer de correr. 9km: Vejo que meu tempo de prova está muito bom. Adrenalina à mil, ultrapasso alguns corredores e tento pegar um coelho que me ultrapassou no 8k, abro o sprint, faltando ainda uns 300mts, procuro manter o máximo... e na reta de chegada corro abrindo bem as passadas (foto) e fecho com 51:04 no tempo líquido. Sensacional.

Percurso desafiador com duas "subida paredão" e sem isolamento. Hidratação boa. Kit prova sem medalha, nem camiseta. Deveriam repensar isso, e cobrar como optativo na inscrição. Agora a organização no geral foi ruim: Inscrição via internet não registrada, mau-humor dos staffs e um locutor insuportável que não parava de berrar no microfone o regulamento da prova. 


sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

19. Mexa-se Corrida COOP

Local: Parque da Cidade - Santana - SJCampos
Data: 07/12/08 - 9h20min - 27º Nublado
Numeral: 007 - Peso: 80kg
















Resultado: 10 km em 0:52:07 pace 05:13 min/km

Prova em casa, equipe Vinac reunida, equipe Narezzi fortalecida, minha namorada participando seriamente nos 5k e eu em busca de um RPM (Recorde Pessoal Mundial) nos 10k. Tudo prometia e para tanto eu tinha uma estratégia meio suicida. Como a prova era mista com largarda simultanea para 5k e 10k, iria correr no ritmo de 5k até os primeitos 5 kms e depois tentar manter um ritmo menor sem quebrar. E assim o km-to-km...

1km: Beijo na namorada, tiro de largada, aperto na passada e a prova já começa em ritmo acelerado. Mantenho forte, atrás do RPM. 2km: Ainda em ritmo forte, corro junto do pessoal de 5km, fecho com 09:30 pace de 04:45. Excelente. 3km: Divisão do percurso, mentalizo os 10kms. Água, carbogel e foco. 4km: Mantenho o ritmo inicial. 5km: Entro num trecho psicologicamente difícil, uma estrada cumprida de terra batida e de forte odor. 6km: Contorno e volto pela mesma estrada. Sinto a falta de um posto de hidratação e o ritmo diminui, mesmo assim fecho com 30'. 7km: Faço e refaço cálculos e neste ritmo o RPM será alcançado. 8km: Começo, enfim, a pagar o preço do forte ritmo inicial. O cansaço vem com tudo. Respiração falhante e as pernas pesadas. 9km: O ritmo diminui muito. Apenas administro o resto de prova. Fecho na casa dos 47'. Muito cansaço, não vejo a hora de terminar. 10km: Preciso fazer 1km em no máximo 8' para não alcançar a meta. Tá fácil. Basta manter. Mas na reta final não contenho-me e disparo pelos 300m finais. Recorde quebrado com grande margem 0:52:07. Missão cumprida. Felicidade!

Percurso favorito dos meus treinos matinais e da minha primeira prova. Organização excelente. Hidratação poderia ter sido melhor pro pessoal de 10km. Kit da prova recheado: isotônico e vários suprimentos. Ótima camiseta e medalha. Fica a crítica somente pela enrolação (da personal Solange Frazão) no aquecimento que atrasou muito tanto a largada como a premiação.