quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

93. Ayrton Senna Racing Day 2011

Local: Autódromo de Interlagos - São Paulo
Data: 04/12/2011 - 10h - Clima: 20ºC Sol
Nro.: 855-3 - Percurso: 11 km - Altimetria: Alta
Site.: www.ayrtonsennaracingday.com.br/2011

Um coração corinthiano... de campeão !


Relato: Com 12 anos de idade, assisti ao vivo pela TV a batida da Williams de Senna  no muro Tamburello no autódromo de Ímola na Itália. Ali morreu um campeão, um herói brasileiro, um corinthiano convicto. Particularmente, a Fórmula 1 perdeu a graça e raramente assisto uma prova, ainda mais com tantos escândalos e mercenários. Assim, Interlagos não me contagiava mais.

Mas neste domingo, este local foi mágico. O dia amanheceu com a triste notícia da morte do Dr. Sócrates, ao qual relembro uma de suas citações: "Ser Corinthiano é um estado de espírito". Participei, e com muita emoção, da Maratona de Revezamento Ayrton Senna pelas curvas do autódromo de Interlagos. Integrante da equipe formada por: Narezzi's (pai e filho) e Junior James corri com a camisa Centenária do Corinthians em homenagem ao Sócrates e ao Senna. Foram duas voltas pelo circuito e minha participação foi novamente abaixo do desejado mas a satisfação acima das expectativas: por toda a festa com os amigos de caravana e equipe, e pela oportunidade de correr no percurso e ainda homenagear os dois heróis corinthianos.

Já a tarde, meu Corinthians conquistou (merecidamente) em cima do seu maior rival o Título de Pentacampeão Brasileiro. Por fim, ainda faturei o bolão de todo o campeonato brasileiro, numa disputa animada e apertada em pontos. Este memorável domingo ficará em meu coração, como naquele chato domingo, 01 de maio de 1994.

Resultado: 11 km em 00:58:45 pace 05:20 min/km

Percurso:




Vídeo:


Avaliação da Prova: Excelente evento esportivo. Muito bem organizado e num percurso (dentre os 3 mais difíceis que já corri) que apesar de muita variação altimétrica e com duas fortes subidas, foi fantástico simplesmente por ser Interlagos! Hidratação impecável, contando até com um posto de isotônico. Kit prova  com: boa camiseta e boné, revista ESPN, frutas e cereal. Medalha mediana de acrílico. Farta distribuição de brindes dos patrocinadores. Para melhorar: opção de retirada do kit pré-prova e do chip no dia do evento; mais banheiros (os químicos ao final da prova estavam intoleráveis); e congelar por uns 10 anos o preço da inscrição, que apesar de 100% beneficente é muito cara (R$ 90,00).

Nota final:
4,5
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

domingo, 27 de novembro de 2011

92. III Corrida Univap

Local: Univap - Campus Urbanova - SJCampos
Data: 27/11/11 - 8h15 - Clima: 21ºC Nublado
Nro.: 1337 - Percurso: 12 km - Altimetria: Alta
Site.: www.minhasinscricoes.com.br/CORRIDAUNIVAP/2011


A Vinac acredita neste garoto ! (rs)


Relato: Para sair do mais do mesmo, a corrida Univap vem com dois corajosos propósitos: corrida no estilo cross country e uma opção de distância de 12km. Para tanto, sua observância deve levar em conta as dificuldades inerentes. Nesta, a participação do atleta requer um esforço extra, um algo a mais. É importante o atleta ir sabendo disso, pra não sair de lá criticando desmerecidamente, diante do desafio imposto. Particularmente aprovo o formato do evento. Fico contente por saber que a prova está a cada ano melhor: começou acanhada em 2007, fez uma pausa, voltou com alguns problemas em 2010, e agora com melhoras significativas. Por fim, satisfeito estou pelo patrocínio da Vinac Consórcios (empresa ao qual trabalho) ao evento, principalmente ao saber do organizador que o apoio financeiro dela foi fundamental para resgatar esta corrida. É a síntese do necessário!

Minha participação foi menos vexatória que as demais edições, mesmo considerando a mudança do percurso e da distância. Larguei num ritmo bom, sem metas por tempos. Minha única "preocupação" era com a irregularidade do solo, que numa prova rústica é um fator importante a se ponderar.  A ausência das placas de marcação de km atrapalhou uma administração melhor dos paces e até mesmo a buscar por km's seguintes melhores. Completados os 6 km's parti pra 2ª volta sem conseguir manter a toada. Meu ritmo caiu sensivelmente até que nos 500m finais avistei o Luis Carlos da equipe Vinac e fui buscar senão a ultrapassagem, ao menos um motivo para melhorar o meu tempo final de prova. Disparei na caçada, sprintei longamente, acelerei ainda mais na reta final e disputamos forte os últimos passos. Finalizei com 1s atrás no tempo bruto. Tá ruim, mas tá bom!

Resultado: 12 km em 01:04:22 pace 05:22 min/km

Avaliação da Prova: Prova rústica, de percurso difícil mas com isolamento e segurança tranquila. Falhas na ausência de marcação dos km's, na falta de água num dos postos na 2ª volta e no atraso de 15min. pra largada. Evento bacana, estruturado, bem organizado. Boa locução do famoso maquininha... maquininha! Opção de retirada do kit com antecedência ou no dia do evento, composto: boné, doce de bananinha e camiseta. Ao final, medalha faltando a data e a distância, isotônico e frutas. Custo beneficio bom. Para melhorar: além das falhas já ditas, melhora nas faixas de idade (muito espaçosa) para premiação, gelar as águas e a volta do par de meias no kit.

Participações Anteriores: 2007 (nota: 4,25) e 2010 (nota: 3,75)

Nota final: 4,0
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

91. Volks Run 2011

Local: Fábrica Volkswagem - Via Anchieta - SBCampo
Data: 20/11/2011 - 08h20min - Clima: 27ºC Sol
Nro.: 1075 - Percurso: 10 km - Altimetria: Alta
Site.: http://www.vwrun.com.br/2011

A contra-gosto (obrigação da oftal) usando óculos de sol.

Relato: Pela 3a. vez corri a Volks Run na fábrica sede em São Bernardo do Campo. Prova de percurso e logística difíceis: retirada do kit somente nos dias anteriores, local da prova distante e com largada as 8h.  Inclusive, ainda bem que marcaram cedo, pois houve um atraso de 20 minutos e o sol (assim como nas edições anteriores) pegou forte. Os diferenciais da prova são: correr por alguns metros pela linha de produção e, particularmente, pelo sorteio de um carro zero km. Novamente este ano não teve o circuito com etapas nas filiais da Volks, nem show musical.

Minha participação, assim como nas edições anteriores, foi péssima. Já no 2km senti aquela chata dor de lado e nos demais km's não tive motivação para sair de uma prazerosa zona de conforto. Não consigo acertar o pé nesta prova. Tudo bem que em 2009 (00:57:43) estava recém-operado, mas em 2010 (00:50:14) não havia motivos. Neste domingo um irritante terçol, mas sobretudo o relaxamento nos treinos, não tem jeito, costumeiro de meus finais de temporada. Parabenizo o Bruno Narezzi, meu anual companheiro de #VolksRun por enfim ter chegado, de forma válida, na minha frente. Mas ano que vem eu volto, seja para correr bem, seja para enfim ganhar o carro.

Resultado: 10 km em 00:51:13 pace 05:07 min/km

Avaliação da Prova: Percurso difícil, com fortes e constantes inclinações. Sub 50 lá é pra comemorar.  Sinalização, segurança e hidratação impecáveis. Organização ótima, apesar do atraso de 20min da largada. Kit pré recheado: camiseta, boné e meia da Track Field, mais um cronômetro digital. Kit pós: bonita medalha, isotônico, frutas e um lindo squeeze de alumínio. Ao final o tradicional sorteio de um automóvel Volkswagen. Para melhorar: retirada do kit e do chip no dia da prova; uma barra de cereal ou um biscoito no kit pós, uma vez que os altos R$ 80,00 da inscrição permite uma reforçada na alimentação final; a volta do show musical e sobretudo da etapa na filial de Taubaté.

Participações Anteriores2009 (nota: 4,75) e 2010 (nota: 4,50)

Nota final: 4,25
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

90. Fila Night Run

Local: Via Norte - Santana - SJCampos
Data: 05/11/11 - 20h - Clima: 19ºC Noturna
Nro.: 146 - Percurso: 5 km - Altimetria: Alta
Site.: http://www.nightrun.com.br

Equipe Vinac (mode slim): Correndo por novos percursos !


Relato: Programa imperdível: sábado a noite, clima bom, corrida prometendo balada, só 5 km pra correr de leve e sem compromisso, oportunidade de rever os amigos e comprar o livro do Namiuti. Tudo isso pertinho de casa, tanto que fui até a Via Norte na caminhada, com a companhia do brother  @Max_Tenista.

Na rotatória principal da via, estava montada toda a área do evento e a banda tocando a todo vapor.  Como é bom ver sua opinião sendo considerada. Esta corrida mudou mais de 2x de local, até por fim prevalecer o desejo dos corredores de, por ora, não mais correr no manjado Vidocão. Assim agradeço aqueles que nos deram a oportunidade de experimentar novos ares, correr por novos metros joseenses. Muito bacana também ver os bairristas comparecendo e prestigiando a corrida, ou simplesmente curtindo a festa.

Da prova em si, quando dei conta, maior galera já estava no grid. Com jeitinho consegui uma boa posição para largar, mas na hora de correr mesmo (como na Corrida da ADC Embraer) minha vontade era apenas de curtir... sem sofrimentos, sem sangue nos olhos, sem cobranças... tava livre. Logo no 2 km uma longa subida de +/- uns 800m surpreendeu muita gente, ali realizei várias ultrapassagens e na descida despinguelei na gravidade, soltei o corpo, só fiquei receoso com o joelhão direito velho de guerra (recorrente de tendinite patelar). Em planície, na altura do 3,5 km pra frente, basicamente trotei. Pode-se dizer que correr mesmo, somente o fiz na subida, na descida e no mini sprint final. Vai entender !?

Demais, final de temporada e já (oficialmente) dado baixa na acadêmia, vou manter as três provas do calendário, fugir de novos convites, treinar quando estiver realmente com vontade e já iniciar as comemorações natalinas. Desde já, boas festas !

Resultado: 05 km em 00:24:00 pace 04:48 min/km

Avaliação da Prova:
 Excelente evento esportivo. Estruturado, bacana no formato e no percurso. Aliás percurso difícil (ou melhor: desafiador), mas aprovado.  cidade  precisa conhecer o pedestrianismo e nada melhor do que levar as corridas para outros cantos. Hidratação tranquila e suficiente. Kit pós-prova bom: camiseta de manga longa, porta-tênis, isotônico e frutas. Banda ao vivo pra animar a galera e sorteios de kits Fila. Para melhorar: um esquema de estacionamento em 45º numa das pistas; mais banheiros; uma largada menos estreita; e premiação por categoria.

Nota final: 4,5
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

89. 6ª Corrida ADC Embraer

Local: Embraer - SJCampos - SP
Data: 23/10/11 - 8h30min - Clima: 20ºC
Nro.: 664 - Percurso: 6 km - Altimetria: Alta
Site: www.minhasinscricoes.com.br/CORRIDAADCEMBRAER/2011/


Relato: Tava com saudades. Depois de quase um mês sem treinos no meio da semana, na quarta corri 12 voltas de 1 km cada no Vicentina Aranha. Coisa rara, pois dificilmente corro mais do que 5 ou 6 voltas lá. A disposição era tanta que poderia correr uma meia-maratona sem problemas. Corria fácil, uma volta rápida outra normal. Cheguei até a acompanhar o amigo Mineiro em alta velocidade numa das voltas. Terminei realizado e achando que com mais um treino, poderia arrebentar na Corrida da Embraer.

Mas fiquei resfriado, muito resfriado, tanto que na sexta trabalhei apenas meio período. Restou-me resignação e uma participação realmente participativa na prova. Domingão acordei ainda com todos os sintomas da gripe. Cheguei na ADC Embraer em cima da hora. Larguei na turma do fundão e pretendia correr a pace de 6.

A cada passada, sentia-me melhor. Nem a dificuldade do novo percurso me fez esmorecer e conseguia correr de forma confortável na casa dos 5 min/km. No último retorno, altura do 4km, o Bruno (desta vez na minha frente rs) pediu para puxar a Edilaine, logo a minha frente. Apertei o passo, encostei e tentei incentivá-la.  Afinal, ela agora é só pódio rs. Fomos juntos até uns 500m para finalizar, quando uma mulher passou mal. Dois corredores pararam para ajudá-la e eu apertei o passo para chamar a ambulância, prontamente um carro da segurança da empresa partiu em resgate. Como já estava na reta final, foi só abrir os braços e agradecer a Deus por mais uma participação, e principalmente pela minha saúde.

Amigos incentivadores e puxadores-de-orelha: Wilson e Mateus Leite

Resultado: 00:29:58 - Pace: 04:59 min/km


Avaliação da Prova: Percurso novo: muito mais difícil, com várias subidas. Mas aprovado, precisamos de percursos assim para variar. Hidratação (2 postos) suficiente no percurso e farta ao final. Também suco, maça e pêra. Medalha e camiseta mediana. Organização excelente e custo benefício muito bom.

Nota final: 4,25
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

domingo, 16 de outubro de 2011

88. Série Delta - Etapa Quênia

Local: Shopping Colinas - SJCampos - SP
Data: 16/10/11 - 8h - Clima: 17ºC Nublado
Nro.: 911 - Percurso: 10 km - Altimetria: Baixa
Site.: http://www.seriedelta.com.br/

Relato: Desta vez, sem minha equipe Vinac nem patrocínio, ia participar da Corrida Popular. Mas ganhei junto com o amigo @fmatheus10 no twitter do @JogoAbertoR da BandVale a inscrição para mais uma vez correr os 10km da Delta. Confesso que devido a correria de sábado menosprezei toda a alimentação para tal participação: comi apenas um misto quente as 19h. No dia da prova nem tomei café da manhã, perdi a hora devido ao horário de verão, cheguei na arena com 20 min. para a largada e ainda tinha que retirar o chip e ir ao banheiro.

Largada dada, segui de perto os amigos de 5 km: Luis Carlos, Bruno Narezzi e Fábio Namiuti, este aliás puxando a minha orelha na minha 1a. caminhada, ainda no 3km. Isto mesmo, amigos... hoje não foi o dia, caminhei por três vezes. Não sei exatamente o que aconteceu, mas um forte desânimo me abateu e o corpo (sem treinos) apoiou o psicológico. Aliás, acho que cheguei no limite, não dá mais para correr sem treinar. Por isso mesmo, logo ao fim da prova aceitei um convite para 9km na segunda.

Devido as caminhadas os paces foram bipolar, porém os últimos interessantes. Demonstra que nem tudo está perdido e ainda tenho garra para manter a toada...
01 km: 04:17
02 km: 04:29
03 km: 05:20
04 km: 04:57
05 km: 05:30
06 km: 05:32
07 km: 05:35
08 km: 05:43
09 km: 04:14
10 km: 04:07

Resultado: 00:49:46 - Pace: 04:59 min/km

Avaliação da Prova:
 Mais do mesmo (de novo e novamente). Tenho propriedade para avaliar, participei das 3 etapas das 2 edições inscrito na própria Delta em SJCampos. Merecia uma camiseta estilo Corpore: CORRI TODAS! Não só eu, mas todos que completaram o circuito mereciam um algo a mais, opções não faltam: um boné, uma camiseta finisher, uma medalha extra... A prova é boa, organização excelente, mas considerando a opção de correr pelo Circuito Popular (prova conjunta e gratuita) o custo x benefício é ruim. Não vejo mais motivos para os corredores veteranos participarem da Delta, a não ser patrocinado e afim de receber uma camiseta melhor ou correr nos 10km, uma vez que a Popular é apenas de 5km. A organização precisa trabalhar, para fazer deste conjunto de provas um verdadeiro circuito.

Nota final: 4,0
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

87. 6º Revezamento Tabatinga

Local: Cond. Costa Verde Tabatinga - Caraguá
Data: 01/10/2011 - 9h - Clima: 26ºC Sol
Nro.: 42-3 - Percurso: 4 km - Altimetria: Fácil

Sprint Final: Gerson (a direita) escolta a minha finalização pra equipe.

Relato: Depois da minha excelente (e graças também a equipe) participação na 19º Maratona de Revezamento Pão de Açúcar e do 1º pódio com troféu na Unimed de Coração, parti empolgado para o belo Condomínio Costa Verde Tabatinga em Caraguá com a esperança de melhorar o tempo da equipe Vinac de 2010: 12km em 00:49:49, 10ª de 52ª equipes. Bem na verdade, nossa presença foi complicada: desde o fato de estarmos pré-escalados para Corrida Noturna de SJC que seria no mesmo dia mas alterou a data; a própria inscrição na prova (limitada aos convidados do condomínio); até a efetiva inclusão dos atletas na equipe, que sofreu alterações em cima da hora. Óbvio que gostaria de correr esta maravilhosa prova na presença de mais amigos, mas até o número de equipes foi reduzida, de 52 para 50.

O
 pódio era apenas para as equipes top-five e com a chegada de cada vez mais canelas finas, debaixo daquele sol de sábado, logo concluirmos que melhorar a marcar de 2010 já estaria de bom tamanho. Ainda mais porque no ano passado o Vander Mineiro cravou para a Vinac 14 minutos na sua parcial. Fizemos o revezamento na ordem: Bruno, Gerson Narezzi e eu. Corremos forte, o nosso melhor (apesar do Gerson ainda meio baleado na panturrilha e eu teimosamente matando os treinos), parabéns ao Bruno com um tempo excelente. Concluímos com um tempo total de prova um pouco mais alto do que em 2010 e a surpresa (negativa) foi a 14ª. colocação, bem mais elevada do que imaginávamos.

Não foi o dia, mas nem por isso ficamos chateados. Fomos a praia comer os recheados pastéis no quiosque do NaManhá (recomendo) senão o Chumbinho (staff) entristecia rs... e em seguida maravilhoso churrasco de confraternização na belíssima e recomendada Pousada Port Louis, aonde até esquecemos dos nossos paces rs...



Resultado da Equipe Vinac: 00:51:12 - Pace: 04:16 min/km
Colocação: 14ª. de 50ª. equipes participantes
Bruno Narezzi..: 00:17:48 - pace: 04:27
Gerson Narezzi: 00:16:08 - pace: 04:02
Michel Barros...: 00:17:17 - pace: 04:19

Avaliação da Prova: Basicamente a mesma (e excelente) avaliação da edição anterior: Organização  técnica do Clube Pinheiros de Atletismo Associativo. Inscrição gratuita e apenas para convidados. Percurso dentro do condomínio, plano e sinalizado a cada 500m. Dois postos hidratação: largada/chegada e outro no 2km. Kit prova: medalha, camiseta de poliamida e um impecável churrasco de confraternização, com piscina e música ao vivo a tarde toda.
 Obrigado pelo convite e tão bem acolhida.

Nota final: 5,0
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

86. 3º Circuito Unimed de Coração

Local: Chácaras Selles - Guaratinguetá - SP
Data: 25/09/11 - 8h30min - Clima: 22ºC Sol
Nro.: 5261 - Percurso: 5,4 km - Altimetria: Baixa
Site: www.minhasinscricoes.com.br/UNIMEDDECORACAO/2011/

Enfim, pódio com troféu: 3º na categoria M25-29

Relato: Enfim, TROFÉU! Há 4 anos, quando cai de paraquedas nas corridas de rua só pensava (e sofria) para terminar as provas, depois em terminar sem caminhar, logo em diminuir o tempo da distância anterior... Já em pódio/troféu até pensei algumas vezes, mas sabia que teria que treinar muito para tal. Cheguei a iniciar treinos com o Jota Jr., melhorei consideravelmente, mas outros compromissos minaram minha sequência de treinamento. Minha disputada categoria M25-29 não alivia na velocidade e acabei desencanando. Parti para as maratonas, foco na resistência com treinos mais lentos e longos. Completei três maratonas e muitas outras virão.

Pós a maratona do Rio, corri até que bem (para os meus parâmetros) as provas: INPE, Oscar e Eugênio Mello. Na Delta SJC tirei o pé por preguiça mesmo, mas na SFXavier e principalmente na Pão de Açúcar (por ser de revezamento) eu queria correr forte. Tentei, forcei e sai meio chateado. Tá certo que não estou treinando devidamente, mas a luz vermelha acendeu, pois a amarela já estava faz tempo rs

Com este histórico fui pra Guará com a vontade de voltar a correr bem... ainda mais porque o meu amigo Bruno Narezzi viu uma possibilidade de pódio. Já desencanado com isto, nem sabia da premiação por categoria nos 5k (na verdade 5,4k) quando fiz a inscrição. Inclusive o Bruno treinando no Jota está a cada prova mais rápido e já na minha bota. Uma "disputa" na brincadeira virou inevitável. Assim ao mesmo tempo que não me deixa tirar o pé (e sair de férias rs), ele também vai melhorando. Logo, assim como o Gerson Narezzi em breve me passará. Tal pai, tal filho rs...

Larguei forte, 1º. o Césinha foi meu coelho, depois o Capitão Zebra mas acompanhar eles por muito tempo é sacrificante demais. Cravei:
1º km em 03:54 forte demais e comecei a manerar.

2º km em 04:15 e ao fazer o retorno o Bruno na minha cola.
3º km em 04:32 já cansado, tentava manter a velocidade.

4º km em 06:17 mas na verdade tinha 1.400 metros, administrei.
5º km em 04:42 neste último olhava por vezes para trás e os demais corredores estavam uns 300m. Na minha frente o Gerson Narezzi (meio lesionado) que me ultrapassou no 4ºkm. Poderia ter dado um sprint, mas pela 1ª. vez corri administrando a colocação (mesmo sem saber ao certo qual) e não por tempo. Muito interessante, gostei rs...


Na hora da premiação, certa expectativa, será que deu... e enfim MEU PRIMEIRO TROFÉU: 3º lugar na categoria M25-29. Já tinha subido no pódio na XXVI Corrida de Tremembé em 2009 mas pra receber uma medalha de nono na categoria dos 10 melhores de M18-29, também subi na 1ª Corrida de  Lagoinha 2011 mas também era uma medalha, de 4º na categoria M25-29. Troféu mesmo foi a 1ª. vez e estou muito feliz. Tudo bem que o nível da categoria desta vez estava mediano, mas também fiz a minha parte, corri forte, concentrado e pela 1ª. vez me dei o direito de ao menos tentar. Obrigado a todos os amigos por esta conquista, e em especial ao Bruno por não me deixar esmorecer. Parabéns aos demais amigos premiados, e em especial a cumadre Edilaine Narezzi pela também estréia no pódio e em 1ª. na categoria.

Edilaine, Diego, Kleber, Wagner, Eu e Césinha.

Resultado: 00:23:39 - Pace: 04:23 min/km
Troféu: 3º de 19º na categoria M2529

Avaliação da Prova:
 Percurso de 5,4k muito bom, basicamente 3 longos grampos por planas e amplas avenidas. Hidratação suficiente. Camisetas de poliamida em cores diferenciadas para as distâncias de 5,4 e 10k. Estrutura não grandiosa, mas suficiente para o evento. Cronometragem com chip descartável. Medalha mediana e troféus bem bacanas, principalmente o meu rs. Kit prova: isotônico, barra de cereal, squezee, sachê protetor solar, repositor energético, chaveiro e sacolinha. Inscrição R$ 30,00, custo-beneficio excelente. Organização ótima, apesar da ausência de staff numa esquina pra reta final (um terreno baldio) ao qual alguns cortaram caminho e também ao insistente (e descabido) pedido do locutor para que os corredores de 5,4k largassem atrás dos de 10k.  Obviamente, poucos obedeceram.

Nota final:
4,5
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

85. 19ª. Revezamento Pão de Açúcar

Local: Parque do Ibirapuera - São Paulo
Data: 18/09/11 - 8h30min - Clima: 20ºC Sol
Nro.: 674-5 - Percurso: 5,6 km - Altimetria: Alta
Site: www.maratonaderevezamento.com.br

Correr com os amigos faz você feliz !

Relato:
O que faz você feliz? Correr com os amigos faz você feliz! Com este slogan eu e vários amigos fomos para a Maratona de Revezamento Pão de Açúcar, correr e se divertir. No busão do Capitão Zebra,  partimos rumo a SP com duas equipes de 8 integrantes cada, inscritas gratuitamente via premiação e presente do amigo Fábio Namiuti. Encontramos com o gentil amigo Fabão Medeiros corredor paulistano que além de correr conosco ainda emendou uma meia-maratona com o guerreiro Guilheme Maio.

Minha equipe "Pouco Juízo" fez o revezamento na seguinte ordem: Nata (largou na cola da elite), Wilson (correu forte duas pernas, mais de 10k no total), Paulo Gallo (manteve a posição da equipe entre os primeiros), Michel (eu, fiz o possível), Rodrigo Aleixo (correu bem e ainda escoltado pelo Wilson e  Nata), João Carlos (pra retomar algumas posições perdidas) e Silvio Américo (que finalizou e foi saudado pelo locutor). A outra equipe não me recordo da ordem, mas era formada: Fabão Medeiros, Namiuti, Edward, Jorge Monteiro, Zebra, Seneval, Zé Roberto e Tonicão.

Revezamento: Paulo Gallo (verde) para Michel (vermelho).

Particularmente, fiz o possível. Atualmente, nos metros inicias de uma corrida, consigo saber se é o meu dia  bom ou não. Senti um certo cansaço prematuro. Tentei mudar a passada, mas tava difícil manter o ritmo forte. Como a minha equipe até então tinha corrido forte, estávamos uma volta na frente, entres os líderes, talvez os 10 ou os 15 primeiros. Quem me ultrapassava tinha porte (e velocidade) de elite. Para não perder muitas posições, buscava forças e dava alguns sprints tentando (sem muito sucesso) um fartlek. Daí veio a subida da Rubem Berta e não via a hora de retornar-la e descer pra finalizar minha participação. Passei a munhequeira pro Rodrigo exausto. Obviamente, nosso objetivo não era competir por tempo. Mas mesmo assim tivemos colocações louváveis e graças ao trabalho de formiguinha de cada um, tanto na corrida de revezamento em si, como na organização, condução, hidratação "by vanessa" rs, enfim... contribuiu, principalmente na amizade, para que o nosso domingo fosse bem feliz ! Obrigado amigos.

Resultados:
Meu tempo: 5.6km em 00:26:37 pace 04:45 min/km
Equipe "Pouco Juízo": 03:08:51 pace 04:29 min/km
25ª . colocada das 2.426 equipes octetos
Equipe Lembu-Kan D: 03:38:38  pace 05:11 min/km
85ª . colocada das 2.426 equipes octetos

Avaliação da Prova: Os números impressionam. Sexta maior corrida do mundo e a maior de revezamento. Foram 32 mil corredores, numa organização e logística excelente. Percurso dentro do Parque Ibirapuera excelente, arborizado e plano. Já na parte de fora, bem dificultoso. Hidratação tranquila e com isotônico ao final. Kit prova básico: camiseta poliamida, medalha (original) e apenas uma barrinha de cereal. Sem frutas,  lanches ou brindes. Custo x benefício ruim, para uma empresa do porte do Pão de Açúcar e com inscrição a R$ 70,00 por corredor. Uma prova para correr de tempos em tempos.

Nota final: 4
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

domingo, 4 de setembro de 2011

84. Corrida de São Fco. Xavier

Local: Distrito de São Fco. Xavier - SJCampos
Data: 04/09/11 - 8h30min - Clima: 20ºC Sol
Nro.: 445 - Percurso: 5,3 km - Altimetria: Alta
Site: http://www.minhasinscricoes.com.br/CORANIVERSFXAVIER/2011/

Em algum momento, todos se foram, menos eu.

Relato: Costumo sempre enxergar o copo meio cheio, mas esta minha participação, a viagem para tal e a semana que a antecedeu, foi pra testar a minha paciência. Meio indisposto durante TODA a semana, não treinei nada. A viagem rumo ao aprazível distrito de São Francisco Xavier foi na amigável companhia e busão da Equipe 100 Juízo, ao qual novamente agradeço, mas as inúmeras curvas da estrada me derrubaram. O enjôo era bravo e quase insuportável, mas resisti.

Já na corrida. Desde o aquecimento sentia as pernas pesadas, a pulsação rápida e a persistência do enjôo. Dada a largada, não tinha grandes pretensões, mas sinceramente não imaginava que o resultado final seria tão ruim. Com uma insegurança estomacal grande, num percurso desafiador (pra não dizer difícil), fiz o que pude. Primeiro sai forte, no meio do percurso diminui (muito aliás) e só voltei a forçar o ritmo no último km. Mas pela minha marcação nos paces: 04:23, 05:26, 03:55, 04:57 e 06:15. Nota-se: a colocação errônea da placa 2 km; e assim como no percurso da Corrida Distrito de Eugênio de Melo a inexatidão da distância, pois justamente no km que corri mais forte, inclusive com sprint, tive o maior pace. Na verdade, o percurso tinha no total 5.300 metros.

Resultado: 00:24:57 - Pace: 04:42 min/km

Avaliação da Prova: Parabéns a Secretaria de Esportes de SJCampos pela organização e ao amigo Wagner Moraes pelo percurso: desafiador e interessante, só falta arredondar pra baixo, ok !?. Inscrição 0800 e kit prova com: ótima camiseta, medalha alusiva ao distrito, lanche recheado com suco e bombom. Hidratação farta. Premiação por categoria, inclusive parabéns a toda equipe 100 Juízo pelos inúmeros canecos. Ano que vem para me desculpar voltarei, mas com certeza irei dirigindo, nem que seja o busão rs...


Nota final: 4,5
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

domingo, 28 de agosto de 2011

83. Série Delta - Etapa Marrocos

Local: Shopping Colinas - SJCampos - SP
Data: 28/08/2011 as 8h - Clima: 22ºC Sol
Nro: 775 - Percurso: 10 km - Altimetria: Baixa
Site: http://www.seriedelta.com.br/

Relato: Minha 5ª participação nesta prova (3 em 2010 e 2 em 2011) e não esperava muita coisa, nem da prova, nem de mim mesmo. Aliás, preciso voltar ao prumo, o pós-maratona sempre me deixa relaxado, mas desta vez tá demais. Praticamente desferi um golpe certeiro com o membro inferior em pináculo de sustentação campestre (tradução: chutei o pau da barraca) no meu treinamento. Mas voltarei! Inclusive novos desafios me aguardam e na companhia de grandes amigos já estou inscrito nas provas de revezamento: Pão de Açúcar (5km) e Ayrton Senna (10km) e não posso fazer feio na passagem do bastão.

Para esta edição, houve uma pequena mas importante alteração no percurso, ao tirar a largada de trás do shopping e trazer para o mesmo local do pórtico de chegada, com isto acertaram a exatidão da prova de 5km, mas tiveram que incluir um trecho a mais depois do viaduto usual de retorno. Novamente fiz o básico. Larguei com o meu irmão @MaxTenista (inscrito 5km Circuito Popular) e nos km's finais com o meu tio @Lccandido apertei o ritmo. Ao final, sprint de 04:10 para tentar compensar os outros paces altos e braços ao alto para a foto de chegada. Valeu e até domingo!


Resultado: 00:50:08 - Pace: 05:01 min/km

Avaliação da Prova: Apesar do mais do mesmo, vamos ser sinceros... a organização é ótima. Kit com medalha e camiseta de qualidade, revista O2, isotônico, frutas, etc... O percurso é sempre questionado pela repetição do traçado, mas é plano. Agora com a correção e o retorninho melhorou, apesar que deveria ser mais aberto este retorno para não haver tanta perda de velocidade, é quase uma chicane da F1. Pode melhorar? Sim, vamos lá: premiação por categoria, retirada do kit e chip no dia do evento, preço mais acessível... mas daí, já tem o Circuito Popular né, que aliás usa da mesma estrutura. Vou pra etapa Quênia e espero que tenha uma camiseta de Finisher.

Nota final:
4,5
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

domingo, 21 de agosto de 2011

82. V Corrida Eugênio de Melo

Local: Distrito Eugênio de Melo - SJCampos - SP
Data: 21/08/11 - 8h30min - Clima: 15ºC Nublado
Nro.: 5609 - Percurso: 5,2 km - Altimetria: Média
Site: www.minhasinscricoes.com.br/VCOR-ANIVEUGENIOMELO/2011

Eu (de verde, manguito e luvas), faltou o salto de chegada rs...

Relato: Com parte da equipe na Meia Maratona do Rio e outra parte debaixo do coberto, neste domingo de muito frio: eu, Luis Carlos e o cada vez mais corredor, além de tenista do Atleta Cidadão - Willian Max, ficamos com a missão de representar a equipe Vinac Consórcios na querida Corrida Aniversário do Distrito de Eugênio de Melo. Esta corrida é como comida caseira de mãe, simples, porém saborosa.

Vinaquianos a postos para os 5km, espantamos o frio, largamos tranquilo e fizemos o básico. Correr forte, ficou mesmo só pro longo sprint do Willian. No final prevaleceu o que sempre irá me motivar a correr: encontro com os amigos (Marcos César cada vez mais presente), muitas risadas, diversão e a sensação derradeira que  não só o trabalho edifica o homem, o esporte também !

Resultado: 00:22:30 - Pace: 04:20 min/km
8º de 50º na categoria M2529
60º de 276º no geral masculino

Avaliação da Prova:
 Percurso de 5k ótimo, adentrando ao bairro e levando o esporte na porta das casas dos moradores. Na verdade, o percurso tinha 200m a mais. Julgo muito pertinente sua correção. Hidratação tranquila. Kit prova: boa medalha e ótima camiseta de poliamida, sacola bag ecológica útil para compras, lanche de queijo e presunto, suquinho, barra cereal e maça. Além do serviço de massagem. Tudo isso com inscrição gratuita para os participantes, porém pago por toda a população joseense. Seria interessante um patrocínio para ajudar nem que seja parcialmente nos custos como ocorreu na Corrida de Aniversário em 2008. Ao final, sorteio de três pares de tênis pela World Tennis. Deixo meus parabéns a excelente, esforçada e amistosa organização de toda equipe da Prefeitura de SJC, em particular na pessoa da Sandra da Secretária de Esportes.

Nota final: 4,5
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

81. Oscar Fashion Running

Local: Vale Sul Shopping - SJCampos - SP
Data: 07/08/11 - 8h20min. - Clima: 25ºC Sol
Nro.: 1285 - Percurso: 10 km - Altimetria: Média

Relato: A Oscar Running é tão boa que até dá vontade de corrê-la mais devagar para aproveitar mais. Com este desejo cheguei calmo e relaxado ao Shopping Vale Sul. Sem a ansiedade e o frio na barriga, que (acreditem) até hoje sinto na maioria quase absoluta das provas, falei aos meus amigos que enfim iria correr mais "de boa", muitos deles simplesmente riam. Tá bom, não falo mais. Realmente queria correr em ritmo de férias como um presente por tudo aquilo que enfrentei na Maratona do Rio. Dada a largada, os atletas dos 5km dispararam, inclusive o Bruno da Narezzi e o Cesinha da 100Juízo. Dias antes tinha combinado de fazer a 1ª.volta forte com eles e depois administrar no restante da prova, mas imbuído de certo relaxamento deixei pra lá, ainda mais porque os caras tão correndo muito. Mesmo assim, fiz as primeiras parciais na cada de 4'40". Tirei o pé e na descidona (+/- 3km)  da Cidade Jardim a Maria José da Vinac encostou e fomos juntos ritmados até terminar a 1ª. volta.


Já dentro do shopping (+/- 5,5km) encostou em ritmo forte o amigo Fábio Vilhena da IserBem. Como tínhamos largado juntos, achei por bem pegar uma carona e tentar um split negativo. Mas já na altura do 7km quebrei feio, tão feio que o Vilhena ao perceber que abriu tamanha distância, gentilmente, quase caminhou para me esperar chegar. Tentei por mais uma vez correr forte, mas veio a 2ª passagem pela subida da Cidade Jardim e tive que aplicar muito bem a técnica de correr em subidas para não quebrar de vez. Ao contorná-la, a subidona virou uma bela descidona e comecei a tirar a diferença. Embalado, passei batido pela hidratação (8,5km), voltei a avistar o Vilhena e demais amigos que tinham me passado na quebra do 7km. Apertei o ritmo e abri o sprint faltando uns 1.200m, passei por todos como um foguete, ofegante, chamei-os para finalizarmos. Na ponta do pé disparei na subida da ACM e faltando poucos metros para adentrar ao shopping, reduzi e esperei o Vilhena que  vinha forte logo atrás. Abrimos um micro-sprint na reta do pórtico e concluímos juntos, conforme a foto. Percorri o último km em 03:47. Mas o melhor da prova não foi este pace, mas sim a oportunidade de ter conseguido retribuir a gentileza esportiva do amigo Fábio Vilhena.


Resultado: 00:48:27 - Pace: 04:51 min/km

Avaliação da Prova: Basicamente a mesma avaliação das edições anteriores: organização e estrutura excelente; Kit prova: excelente camiseta Adidas, medalha bonita, frutas, isotônico, sacolinha. Talvez pelo  valor da inscrição e porte da loja Oscar no varejo e aos fornecedores, faltou um brinde extra; Percurso: bom e desafiador, mas 2 voltas de 5k é sempre chato. Sinalização, segurança e hidratação tranquila. Um show de evento esportivo. Valeu !

 Nota final: 4,5
 1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

80. Super 5km Aeroespacial

Local: ADC INPE - SJCampos
Data: 31/07/11 - 8h - Clima: 17ºC
Nro.: 136 - Percurso: 5 km - Altimetria: Média
Organização: http://www.inpe.br/50anos

Relato: Em comemoração aos 50 anos do INPE esta agradável corrida foi inserida no Circuito Joseense de Corridas de Rua. Espero e torço para que seja definitiva no calendário, não só pela ótima organização (ver avaliação prova), mas também porque quero voltar lá e melhorar bem a minha marca nos 5km, a mesma desde 2009. Acreditava até que poderia ocorrer neste domingo, mas seria querer demais, haja visto que acabei de voltar da Maratona do Rio e dos longos treinos de resistência para tal peleja.
Antes do 2km, o César (de verde) já na minha bota rs...

Nitidamente, faltou treinos de tiros para manter o cardio-respiratório em condições competitivas e na altura do 2,5km começou uma forte dor de lado. Na reta pro retorno do aeroporto, reduzi bem e fui tentando administrar. Não vi as placas de marcação de km, depois fui informado que eram minúsculas. Na reta final, numa longa descida, embalei mas ainda não era um sprint. César da 100 Juízo encostou, chamou e ultrapassou, mas só fui conseguir reagir e retomar a posição nos metros finais, ainda esperançoso em bater minha marca. Infelizmente por alguns segundos deixei a desejar, mas diante do histórico de treinos sai satisfeito. Muito bom rever toda a galera: Mineiro voando baixo, Jotinha correndo forte no "quintal de casa", Orlando Antunes reaparecendo, Paulo Gallo dando risadas das minhas bobeiras, Bruno Narezzi e Adriano disputando quem chegará 1º na minha frente rs... e muitos querendo saber detalhes da maratona. Nestes momentos que a alegria de correr se complementa. Valeu !

Resultado: 00:22:04 - Pace: 04:25 min/km

Avaliação da Prova:
 Evento novo, percurso bem interessante: seguro e rápido. Kit prova: camiseta poliamida, medalha bem grande (a maior já conquistada), squeeze, toalhinha, boné, barra cereal e frutas. Faltou apenas o isotônico, mas pra 5km dá pra abrir mão desde que tenha outras coisas, como de fato aconteceu. Sorteio de tênis, relógios Garmin, pacote de viagens para correr na Argentina e outros. Apenas acho desnecessário a entrega do kit antecipado, requer duas idas ao mesmo local, além de dificultar a logística dos corredores de outras localidades. Parabéns a organização, ainda mais pelo custo x benefício,  apenas R$35,00 a inscrição.

Nota final:
4,5
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

quinta-feira, 21 de julho de 2011

79. Maratona do Rio de Janeiro

Local: Praia do Recreio - Rio de Janeiro
Data: 17/07/2011 - 7h30min - Clima: 25ºC Sol
Nro.: 4265 - Percurso: 42,195 km - Altimetria: Média
Organização: http://www.maratonadorio.com.br/site

Relato: Maratona Caixa da Cidade do Rio de Janeiro, minha prova alvo de 2011, prova de abertura dos 5º Jogos Mundias dos Militares e eu com uma maratona de 44,195 km para correr ! Isto mesmo, 2km a mais da homérica distância oficial. Assim, logo pensei depois de trotar por 2km e cruzar sozinho e atrasado (+/- 8min.) o pórtico largada. Explico: eu, Fábio Matheus (maratona) e o Bruno Narezzi (meia), optamos por tomar o café-manhã no @HotelMarPalace (a partir 5:30) e irmos de táxi, em vez de pegar um ônibus da organização (último as 5:30). Saímos 6h com  tempo suficiente para deixar o Bruno no Pepê (largada as 7:00) e irmos pro Recreio (largada as 7:30). Mas a prefeitura não ajudou, nenhum agente de trânsito para auxiliar no congestionamento em São Conrado (20 min. parados) e pior: dois caminhos óbvios para o Recreio bloqueados justamente para a maratona. Só esqueceram que os maratonistas precisavam chegar lá né. Fiquei imaginando aquela desorganização toda em plena Olimpíadas. Chegamos atrasados como muitos outros maratonistas. Aí sim que minha estratégia de iniciar a prova mais forte, com um split positivo, ganhou respaldo.

Assim como nas maratonas de São Paulo e Assunção, sai num ritmo insustentável para conclusão. Mas estratégico, uma vez que acredito que correr uma maratona é muito mais suportar o sofrimento inerente a sua conclusão, do que propriamente correr. Então, se o sofrimento é implícito, pelo menos sofro com folga (em minutos) por ter feito uma boa 1ª. parte da maratona. E vai que... num milagre eu consiga manter até o final a maioria das passadas dignas para um bom tempo!? Você tem que estar preparado para fazer a sua parte.

Fiz o 1km em 05:05, os 10k passei pra 53 minutos e alguma coisa e... infelizmente o restante das parciais eu nunca saberei. Ao chegar, parei o cronômetro e em vez de apertar rapidamente mais uma vez para gravar, mantive pressionado o botão, assim gravou e em seguida apagou tudo! Aliás, fisicamente considero até que corri bem diante dos poucos treinos realizados para tal peleja. Não tive dores fortes, nem caimbrãs (graças a pastilha de sais que o Namiuti me presenteou no nosso último longão). Mas na parte psicológica, tenho ainda muito que melhorar. Fico muito emocionado durante os km's finais de uma maratona, e particularmente nesta fiz várias confusões pelo percurso: administração do carbogel; ipod não funcionava (achei que tinha molhado e danificado); ao passar pela Leiliane no km 37 (foto) não sabia se parava, conversava, chorava... na região do Botafogo ao tentar projetar um tempo final de prova, não consegui realizar cálculos simples e ao final ao gravar o tempo e ter apagado todo o histórico das parciais. No caminho de volta pro hotel comentei com o FMatheus: "Sei que não tenho psicológico para correr uma maratona, mas eu pretendo aprender e melhorar a cada uma que eu enfrentar."

Acho que sol forte foi um fator muito negativo para a minha concentração, ainda mais quando lembrei durante a prova que não tinha feito nenhum recente longão em tais condições. Aí que azedou de vez o pé-do-frango. Ainda bem que eu tinha passado em sub-2h a meia-maratona, assim o tempo final foi até que satisfatório. Fiquei entre o tempo de estréia e o de recorde na distância. De tudo isso que passei, ficou uma coisa recorrente na minha mente: OS METROS FINAIS SÃO FANTÁSTICOS. Tenho a maior satisfação de  lembrar que faltando uns 800m sprintei forte: passadas amplas, tronco reto e olhar fixo a frente... emocionado, na adrenalina, parecia que toda aquela chegada era só minha. Abri os braços como no logotipo da prova e no tapete da chegada, inexplicavelmente saltei sem entender. A foto sintetiza tudo ! Cidade maravilhosa... maratona idem.


Resultado: 04:27:55 - Pace: 06:21 min/km

Avaliação da Prova: Organização impecável. Hidratação excelente: vários postos com água gelada, dois de Powerade e de carbogel. Percurso maravilhoso costeando a orla carioca, com isolamento e marcação perfeita dos km's. Kit pré e pós prova satisfatório. Participação do público intensa e motivadora. Medalha e camiseta mediana, mas de qualidade. Só pisou na bola o esquema de trânsito pré-prova, mas até as Olimpíadas eles irão aprender rs.

Nota final: 4,75
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

segunda-feira, 20 de junho de 2011

78. 25k da 17ª Maratona de SP

Local: Av. Roberto Marinho - Ponte Estaiada - SP
Data: 19/06/11 - 8h25min - Clima: 17ºC Sol
Nro.: 11682 - Percurso: 25 km - Altimetria: Média

Relato: Depois dos meus últimos recordes pessoais batidos este ano nas distâncias de 7k e 10k, sem ao menos saber ao final destas provas que era recorde, aprendi: Sempre reler na véspera da prova o relato do meu recorde naquela distância e memorizar o tempo e o pace. Por mais sossegado que eu planeje correr, sempre gravar estes números na minha mente, pois a melhora de tempo numa determinada distância, pode ocorrer num dia inesperado, num dia em que tudo pode dar certo e você tem que estar preparado para fazer a sua parte. Com 02:17:00 e pace de 05:29 nos 25k em 2009 memorizada, fui para a largada querendo rodar a 05:30 fazer um treino de luxo para a Maratona do Rio (daqui 28 dias), sem quebrar, sem sentir a dor no joelho direito, sem a sofridão das últimas provas e se possível no final dar um longo sprint e melhorar a marca.

Mas quem tem amigos bate recorde fácil rs. Posicionado com a tropa @wagner_corredor, @KleberMarcondes, @senevalsilva e Rafinha, aceito (receoso) o desafio proposto de rodarmos 5x1 até os 10km. Largamos costurando a galera, a setorização dos ritmos não foi respeitada e muita gente devagar largando na frente. Passamos pelo @fmatheus10 em ritmo muito bom para a maratona. Cravamos 25:05 nos 5km e aviso ao Wagner ritmista do pelotão que reduziria.
Assim, fui pro ritmo planejado de +/- 05:30 e cravei 52:00 exatos nos 10km. A cada pace, mais surpreso eu ficava. Inteiro, corria fácil e com vontade de disparar. Cravei 01:18:05 nos 15km (seria meu novo recorde na São Silvestre). Ganhava confiança e no 16km usei duas armas secretas: o delicioso e concentrado carbogel ACCEL (recomendo) e o IPOD que sempre deixo para usar do meio para o final das provas longas. Desta vez, com playlist inusitado: músicas do DVD Gusttavo Lima, que motivaram e voltei a correr fácil no pace de 5'/km até cravar 01:48:56 na Meia Maratona. Sensacional !
Ao adentrar a Cidade Universitária, tinha certeza que o recorde seria estourado. Então, pensei na Maratona Rio e no quanto um sprint valeria a pena. Diferentemente de outras provas, tirei o pé nos km's finais e no último fiz em 05:49, mais agradecendo a Deus do que correndo, tanto que foi o meu maior pace da prova. Terminei inteiro, com vontade de correr mais, achando até que deveria ter ido pros 42km. Mas hoje tenho a certeza que tudo tem o seu tempo, e neste domingo o momento era de arrebentar nos 25k !

Resultado: 02:10:39 - Pace: 05:13 min/km
19º de 162º na Categoria M25-29
482º de 2.281º no Geral Masculino

Avaliação da Prova: Organização excelente. Hidratação impecável. Percurso melhorado, bem sinalizado e seguro. Várias bandas musicais pelo percurso e boa participação do público. Kit prova recheado: camiseta ótima da Adidas, medalha simplória para o tamanho do desafio (perdeu a nota máxima aqui), vários pequenos brindes, barras de cereal e frutas. Um grande evento !

Nota Final:
 4,75
1-péssimo, 2-ruim, 3-bom, 4-ótimo, 5-excelente

domingo, 5 de junho de 2011

77. Unimed Run 2011

Local: Shopping Colinas - SJCampos - SP
Data: 05/06/11 - 8h30min - Clima: 14ºC Frio
Nro.: 1357 - Percurso: 10km - Altimetria: Moderada
Organização: http://www.unimedrun.com.br/

Relato: 
Amo correr a Unimed Run, classificada por mim como a queridinha do Vale. Dela, sempre tenho boas recordações: a solidificação da equipe Vinac, a adesão de vários amigos no mundo da corrida, meu recorde nos 10k em 2010 e agora novamente: Recorde Pessoal Mundial 10k com o tempo de 45:33, apenas 4seg. abaixo do recorde conquisto ali mesmo, mas em outro percurso em 2010.

Ultimamente vários afazeres vem sabotando os meus treinos, por isto participei de tantas provas nos últimos finais de semana. Tinha feito 47:40  domingo passado na Delta e sai dela feliz da vida. Descansei bastante, fiz apenas um treino (10km intervalado) na quinta e fui confiante para Unimed apenas para baixar o tempo da Delta. Mas algo de errado aconteceu rs... Larguei forte e procurei manter o pace levemente abaixo de 04:45. Já na Av. São João apertei o ritmo e adentrando ao Esplanada apertei ainda mais, rodando na casa dos 04:25. Geralmente eu seguro um pouco nos km's 6 e 7 para ter gás  na aceleração final, mas desta vez (na garra) mantive o ritmo. Desci embalado (mas na técnica ensinada pelo Jota Jr.) a descidona da ETEP, fechando o 8km com pace de 04:06. Já não tinha mais gás, e isto, estava uníssono na minha ofegante e desesperadora respiração (peço desculpa se incomodei algum corredor).  Na reta oposta apenas administrei, fiz o cotovelo e incentivado pelo amigo (e organizador da prova) Sylvio Bittencourt acelerei na longa reta de chegada. Já estava satisfeito, quando o amigo Ronnie Alves (força ae na recuperação) deu aquele grito e abri o sprint para a felicidade do recorde !
Sinceramente, eu não sei exatamente o que está acontecendo que está dando tão certo, só sei que está sendo assim... Agradeço (e muito) pelo grito de incentivo dos amigos Sylvio e do Ronnie nos metros finais. Amigos, o tempo foi batido por míseros 4 segundos, sem vocês eu agora não estaria comemorando tanto. Valeu !

Resultado: 00:45:33 - Pace: 04:33 min/km

Avaliação da Prova:
 Organização excelente da AvatarSports. Horário de largada ideal. Percurso excelente, assim que eu gosto: variado, com algumas curvas, subidas e descidas, desafiante. Segurança, isolamento e marcação do percurso impecáveis. Staff's educados e alegres. Hidratação suficiente. Kit prova recheado: excelente camiseta e medalha, frutas, barra cereal, isotônico, sacolinha e (a novidade) um par de chinelos. Divulgação rápida dos premiados, inclusive via twitter @UnimedRun. Pra fechar com chave de ouro, a medalha sendo colocada no peito pelo staff. É ou não é, a prova queridinha do Vale ?

Nota final: 5,0
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

domingo, 29 de maio de 2011

76. Série Delta - Etapa Etiópia

Local: Shopping Colinas - SJCampos
Data: 29/05/2011 as 8h - Clima: 16ºC
Nro.: 725 - Percurso: 10km - Altimetria: Fácil
Organização: www.seriedelta.com.br


Relato: Hoje fui um dia inacreditável, quase inexplicável para mim. Muito se repete o provérbio: "Corpo sano, mente sana". Mas e quando a mente não está sana? Pois é, hoje era um dia incorrível para mim: dormi mal, muitas preocupações, coisas a serem urgentemente mudadas, enfim... Também durante a semana: num treino de tiros, apesar de toda a prudência, senti o músculo posterior da coxa esquerda. Pensei pela 1ª. vez em "matar" uma corrida, mas o grande motivo de se manter na luta, encarar tudo e o frio, era porque o meu irmão Willian iria estreiar numa prova adulta: 5,6k do Circuito Popular.

Sem tenda da equipe, cheguei meio que em cima da hora. Já tinha acabado a sessão de alongamento e eu ainda colocava o chip. Pensei em largar lá do fundo com o meu irmão, mas credenciado com o índice fui pro pelotão quênia, mais pra fazer uma graça na largada, pois corri pouco até +/- 7km. Inclusive quase parei nos 5km (1ª. passagem do pórtico), até que o inacreditável e quase inexplicável aconteceu...

Na placa do 7km, quando registrei o pace de 4:52 e tempo de prova de 34:56, calculei que precisava de apenas 15min. ou 5 min/km para um sub-50. Tempo este, que já seria um alívio diante de minhas condições físicas, mas principalmente psicológicas.


A
ssim, na 2ª passagem por baixo do viaduto, abri a passada e aumentei o ritmo. Decidi que era hora de correr, custe o músculo da coxa que custar. Um outro corredor também se desgarrou de seu pace e veio junto. Um foi, cordialmente, incentivando o outro. Passei pela Maria José (correndo muito hen) incentivei, mas na real, quem precisava de motivação era eu. Com a companhia do corredor (que depois diminui para seguir com outro corredor) fechei o 8km com 04:26. Continuei forte por toda longa reta e fechei o 9km com 04:18. Adrenalina e prazer elevados: abri desesperadamente o último km, fiz o cotovelo e entrei forte na looooonga reta de chegada. Já não estava aguentando mais, quando o meu irmão Willian gritou incentivando. Mantive o ritmo forte, fechei o 10km com 03:58 e tempo total prova em 47:40. Fiquei por segundos anestesiado, em extâse!

Tudo bem que já fiz tempos melhores, inclusive um deles me credenciando para largar hoje no pelotão quênia. Mas diante da vontade de não ir correr, do desânimo até pra colocar o chip, da vontade de parar na 1ª. passagem pelo pórtico e do medo com a coxa lesionar de vez. Eu, resiliente, COMEMORO e muito este tempo. Obrigado meu Deus, por a cada dia me tornar uma pessoa melhor. Parabéns Willian pela sua participação e principalmente imensa felicidade em ter corrido toda a prova, sem andar !


Resultado: 00:47:40 - Pace: 04:46 min/km

Avaliação da Prova: Percurso já manjado, todo plano, seguro e de 2 voltas pra categoria 10km. Hidratação e organização ótima. Kit pós-prova com excelente camiseta e medalha, frutas a vontade e isotônico. Pelo preço elevado da inscrição, faltou uma barra de cereal ou algo a mais para agradar. Custo-benefício ruim: (1) com estrutura semelhante temos provas mais baratas; (2) faltou premiação por categoria, ao menos 10km; (3) nada contra a idéia do Circuito Popular, mas porque uma inscrição tão alta e outra totalmente gratuita ? Aliás só corri a Delta, porque fui patrocinado.

Nota final:
3,75

1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

quarta-feira, 25 de maio de 2011

75. Corrida Corujão - Dia do Desafio


Local: SESC - SJCampos - São Paulo
Data: 25/05/11 - meia noite - Clima: 21ºC
Percurso: 5 km - Altimetria: Fácil


Relato:
 Hoje é o Dia do Desafio, também muito conhecido como Challende Day. Uma grande e louvável idéia, que é um sucesso mundial. Uma competição esportiva de uma cidade contra a outra, e nesta edição, São José dos Campos está disputando contra a cidade de Ensenada, na Baja California - México. Nesta madrugada acumulei, juntamente com diversos amigos, alguns pontos pra nossa cidade: uma corrida de 5km com um percurso super bacana e num horário mais bacana ainda (meia noite). Não foi uma corrida com as características que estamos acostumados, com todos aqueles detalhes, kit's, chip, etc... mas também não foi um simples treino.

Larguei um tanto forte, tentando manter na ponta com os amigos mais velozes, mas logo me redimi e fiquei ali na intermediária, entre a elite e o segundo pelotão, corri todo o percurso praticamente só. Pensei em reduzir o ritmo para correr com alguns amigos mais atrás, mas na altura do 3km um outro corredor se aproximou e juntos fomos aumentando o ritmo. Chamei ele pra fecharmos forte, mas acredito que ele já estava em seu ritmo máximo. Assim, abri o último km num longo sprint e fechei com um tempo bom para tais condições.


O SESC organizador desta e demais atividades que ocorrerão ainda hoje conseguiu de forma simples, proporcionar um belo encontro esportivo e ainda acumular muitos pontos na competição pra @EsporteSJC. Pena que muitos não foram participar e outros confirmaram a presença com a organização e não apareceram. Mas que seja a primeira de muitas corridas do SESC, seja em outros #DiadoDesafio, seja pelo Circuito SESC de Corridas de Rua. Parabéns a todos que participaram. Valeu SESC.

Resultado: 00:23:40 - Pace: 04:44 min/km

Avaliação da Prova: Horário de largada inusitado, percurso excelente e com segurança garantida por vários batedores, hidratação a vontade antes e após a prova. Pós-prova: não teve medalha, nem camiseta, mas teve mesa de frutas, chocolate quente, barra de cereal e uma bela confraternização com os amigos. Show de bola.

Nota final: 4,0
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente

segunda-feira, 23 de maio de 2011

74. 1ª Corrida Pedreste de Lagoinha

Local: Praça Augusto Ribeiro - Lagoinha - SP
Data: 22/05/11 - 9h - Clima: 18ºC Sol
Nro.: 642 - Percurso: 7km - Altimetria: Difícil
Organização: www.lobosportstour.com.br

Relato: Estava agitando um treino com os amigos no percurso da UnimedRun, quando fui convocado pela minha equipe a prestigiarmos a 1ª. corrida na tranquila cidade de Lagoinha-SP. Passei o bastão do treino para o querido Ronnie Alves, que com muita dedicação realizou o maior e melhor treino até hoje. Parabéns amigo !

Hospedamos na agradável Pousada Guimanna, a qual indico pelo excelente atendimento e preço, além do check-out até às 17h aos corredores. Localizada perto da largada, logo cedo fomos os primeiros a chegar e tomamos um susto. Achávamos que seria uma corrida de nível técnico mais tranquila, mas motivados pela premiação em dinheiro no geral e troféus nas categorias de 5 em 5 anos, as equipes iam chegando em comboio, estampando nas camisetas: Atletismo + Cidade. Até a nossa Fadenp-SJCampos, com Higino e companhia apareceu! O que menos tinha era corredores da cidade, no máximo uns 10. Logo, qualquer esperança de pódio foi pro saco...

Eu, Vanderléia, Venâncio, Wagner e Gerson Narezzi (de Vinac) largamos morro abaixo com +/- uns 120 corredores. Mais de 1km em descida, com um abrupto declive ao final que deu até medo de correr descendo, imagina na volta subindo. Entramos numa estrada de terra, com vários sobe-desce. Como não tinha marcação de km's mantenho o Narezzi em vista, como referência. Tenho a total certeza que eu estou mais forte que o meu ritmo usual, pois o Narezzi tava perto e eu já estou bem cansado. De repente a elite começa a retornar, noto o nível e idade dos ponteiros, a concorrência era desleal rs. Narezzi retorna e se assusta como estou perto dele rs. Contorno o check-point e retornando o sobe-desce recomeça, assim vai minando aos poucos o físico e já não consigo ultrapassar mais ninguém, mas ao menos mantenho a minha posição.

Saio da estrada de terra, falta cerca de 1,5km, mas agora é só subida. Já no pé do morro, enfrento a maior subida que já vi num percurso até hoje, maior até que Bom Jesus dos Perdões, era simplesmente incorrível para os corredores-normais. Ando até dar "uma aliviada" no declive, mas até a chegada ainda era tudo morro acima. Encosto eu dois corredores que andavam mais do que eu. Já perto da chegada, faltando apenas contornar a praça, disparo num sprint e ultrapasso-os, finalizando com 00:34:28, recorde pessoal mundial nos 7km.

Nesta prova, meu único sonho de conseguir um pódio era a possibilidade de ganhar uma medalha e não sai de mão abanando, pois no site da organização não estava claro se teria medalha de participação para todos ou só de premiação, como constava para as categorias: do 1º ao 3º troféus e do 4º ao 5º medalhas. Alíviado fiquei ao receber no kit pós-prova uma medalha escrito: Finish. Medalha no peito e recorde no pulso, já estava super realizado...

Momentos depois, sou previamente avisado pelo Narezzi, que bicudava na tenda da organização, que ficamos em 4º quarto nas nossas respectivas categorias. Nem acreditava! Até brincamos que devem ter me confundido rs. Mas lógico, fiquei muito feliz ao ter o meu nome procedido com a cidade chamado pra premiação: 4º colocado na categoria M25-29. Meu 1º pódio ! Do 1º ao 3º levaram um troféu, eu e o 5º uma medalha extra com a indicação da colocação. Queria um trófeu, mas tá bom... dei até entrevista ao vivo para a rádio local rs

Procurei saber, sem sucesso, o tempo do 3º colocado, assim como quantos tinham na minha categoria, sinceramente acredito que no máximo uns 10. Espero uma divulgação dos resultados. Mas pelo nível dos corredores e pelo percurso, estou muito satisfeito. Deixo meus parabéns aos pódios da Vanderléia 4ª no geral e nas suas categorias: Venâncio em 1º e Gerson em 4º. Ao final de tudo, perguntei para um cara da cidade que ajudava na organização se realmente tinha 7km. Ele exato e com sotaque carregado afirmou: tem 3.400m de ida e 3.600m de vorrrta, por contorrrnar a praça. Abri um grande sorriso, tanto pelo jeito como ele respondeu, como por felicidade: na certeza do recorde e do pódio. Valeu Lagoinha !

Resultado: 00:34:28 - Pace: 04:55 min/km

Avaliação da Prova: Percurso super difícil, metade rústico. Hidratação suficiente no percurso e a vontade no pós-prova. Kit pós-prova com camiseta e medalha simples, frutas e chá gelado. Premiação rápida e farta, com prêmios em dinheiro e também sorteios de brindes, tanto para os corredores como para o público. Grande participação popular, a corrida movimentou a cidadezinha. Ótimo custo benefício.

Nota final:
4,0
1 - péssimo, 2 - ruim, 3 -bom, 4 - ótimo, 5 - excelente